São Bento do Sapucaí
São Bento do Sapucaí

São Bento do Sapucaí

Hospedagem

Ficamos sob os cuidados de Leandro e sua mãe Terezinha. Tinha café para fazer, ganhamos bolo fresco de presente, fizemos amizade com os gatos, acompanhamos o ganso e as galinhas catando milho e olhamos a horta da propriedade. Levamos queijos e vinhos para jantar na primeira noite e, grata surpresa, tinha tábua de queijos e taças. Deu 520 reais para duas pessoas por três dias, achamos que foi um ótimo negócio.

Trilhas & Cachoeiras

Pedra do Baúzinho

image

Trilha fácil e rápida partindo do estacionamento do parque da Pedra do Baú; mudança de elevação pequena e o percurso é bem seguro; dá uma vista bonita da cidade e da sua irmã rochosa maior.

image

Apesar de curta (~470m, <30 min), é um bom aquecimento antes de partir para a Pedra do Baú ou para a Ana Chata.

image

Tem como seguir andando após pico do Baúzinho para um estreito rochoso que dá uma vista ainda mais próxima da Pedra do Baú, porém essa parte é mais perigosa por ter precipícios de ambos os lados.

image

Pedra da Ana Chata

image

Uma trilha marcada como dificuldade moderada, mas não deve ser subestimada. A mudança de elevação não é muito significativa (~200m) mas a Via Ferrata pode ser um pouco desafiadora.

A Via Ferrata (estruturas de ferro presas à pedra para possibilitar a subida) começa bem simples, literalmente uma escadinha.

image

Além de escada, há trechos com corrimão. Provavelmente é o ponto mais perigoso, especialmente o corrimão que passa por fora da pedra, mas ainda sim relativamente fácil de progredir. A dificuldade do corrimão que passa por dentro da pedra é conseguir ver onde pisa.

image

Apesar do uso de equipamento de segurança ser "obrigatório" nessa trilha, supostamente por causa da Via Ferrata, mesmo as partes finais de subida na pedra pareceram menos perigosas do que casualmente caminhar pelo estreito no Baúzinho.

image

Ao final, sair da via de dentro da pedra para o topo da Ana Chata ainda exige um pouco de ginástica e acrobacia, mas perfeitamente factível para quem está disposto a se sujar um pouco e ir devagar.

image

Do alto da pedra você tem a vista do lado oposto da Pedra do Baú.

image

Demoramos por volta de 3h para fazer o percurso de 3,8 km. A volta foi em ritmo acelerado, estimulada pelos trovões anunciando que em breve chegaria uma tempestade terrível. A previsão do tempo não funciona muito bem nessa região, é preciso estar de olho nas nuvens e no vento.

Cachoeira do Poção

image

Uma cachoeira de muito fácil acesso, quase que imediatamente do lado da estrada. Possui duas grandes "poças", então se a de baixo estiver ocupada você pode arriscar a de cima que também é ótima.

image

Vale a visita para se banhar, já que não chega a ter uma trilha envolvida. Um bom programa para descansar pós almoço. É fundo o suficiente para pulos modestos das pedras ao redor, permite aquele banho de massagem embaixo do fluxo d'água.

Pedra da Balança & Cachoeira do Tobogã

image

A cachoeira do tobogã não é bem o ponto inicial da trilha, mas está logo ali e vale uma visitinha por ser fácil acesso. Praticamente os dois primeiros quilômetros da trilha são de subida intensa pela estrada de terra. Esse início não é muito interessante, então cansa o corpo e a mente ansiosa para ir da estrada para trilha.

image

O trecho em seguida é por dentro da mata, então apesar de ainda ser cansativo, é mais fresco e agradável. Logo depois, um trecho de subida num descampado bastante vertical e, por fim, a pedra.

image

São ~3,2 km de subida quase ininterrupta totalizando ~600m de elevação.

image

Trilha da Cachoeira do Toldi

O guia prático da cidade não menciona a trilha da cachoeira, apenas comenta a existência da cachoeira ao falar dos atrativos da região, mas foi um ótimo fechamento pro nosso roteiro.

image

A trilha começa a partir do mirante na estrada e segue o caminho de subida. O caminho dá em alguns encontros com o riacho e as suas cachoeiras como a do Véu da Noiva (por volta de meio quilômetro no percurso).

image
image

Pouco antes da trilha desembocar em uma estradinha, encontramos essa incrível vista do que parece ser a Cachoeira do Toldi vista de baixo. Subindo a estradinha até o fim rende uma vista do cume da cachoeira, marcando ~1,5 km de percurso.

Nesse trajeto não há muitas oportunidades de banho, mas decidimos investigar também a trilha de descida partindo do mirante na busca de outras cachoeiras. A trilha era consideravelmente mais desafiadora.

O esforço é recompensado com uma bela cachoeira de duas quedas e um pequeno corpo d'água que dá espaço para um banho refrescante, apesar de um pouco raso. A descida final é particularmente íngreme e exigiu trabalho em equipe e vigor para escalar um tronco caído muito providencial.

image

Gastronomia

Restaurante da Pedra do Baú

image

O restaurante é quase visita obrigatória, inclusive porque várias trilhas envolvendo a pedra do baú começam nele. Ótimo para um almoço pós trilha.

image

Preço fixo de ~50 reais para comer à vontade, bastante opção vegetariana, tudo muito saboroso, além da bela vista do deque. O suco veio adoçado apesar do pedido contrário, mas ainda assim gostamos muito.

Pizza Deghust

image
image

Uma pizzaria muito simpática no centrinho da cidade. O atendimento foi de primeira e a pizza estava muito saborosa, valeu muito a visita. O banho de comentários positivos que eles exibem ter recebido no TripAdvisor é totalmente merecido. Ótima para uma janta no fim da noite, fechou às 23h.

Grão Bento

image
image

Um café pequeno (3 mesinhas) mas super simpático e muito dedicado em acertar no preparo. O choconhaque podia ter menos creme de leite e mais conhaque, mas o restante estava ótimo. Fomos ali para planejar o itinerário do dia seguinte, acabamos distraídos pelo café.

Lá Na Roça

image

Um restaurante familiar no alto do monte, com um esquema semelhante ao Restaurante da Pedra do Baú, em preço e em cardápio.

image

A vista também é incrível e os sucos estavam perfeitos. O dono e sua família deram um serviço exemplar. A sobremesa, a cachaça e o cafézinho estão inclusos.

Sabor da Serra

image

Outro restaurante considerado visita obrigatória da cidade, bem no centro. Em clássico estilo mineiro, diz que o prato é individual, mas o indivíduo referência é bom de garfo.

image

Também conta com algumas opções vegetarianas interessantes. A batata recheada com cogumelos é uma delícia e o serviço também muito solícito, mesmo para nós que aproveitamos a taxa de rolha de 20 reais para ocupar uma boa parte da noite lá.

Taipa

image

Outra boa parada para um almoço, também no centro da cidade. O preço era por quilo, mas a opção "à vontade" com direito à sobremesa era apenas 27 reais.

image

Apesar de mais acessível, nada perde em estilo e charme para os outros destaques da cidade.

Voltar Pra Que?

Ainda faltaram algumas experiências na cidade que queremos vivenciar:

  • Escalada na Pedra do Baú
  • Trilha da Onça
  • Restaurante Trincheira
  • Restaurante Entre Vilas
  • Comedoria Literária
  • Cervejaria Bauzera